Blog do Ruy Alberto - Notícia com impacto social

Eduardo Braide anuncia titulares da Secom, Semgov e IPAM

O prefeito eleito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), anunciou nesta terça-feira (29), três outros nomes que irão compor a sua gestão. Os titulares comandarão o Instituto de Previdência e Assistência do Município (IPAM); a Secretaria Municipal de Governo (SEMGOV); e a Secretaria de Comunicação (SECOM).

“A advogada e servidora do INSS Nádia Quinzeiro comandará o IPAM; o advogado Enéas Fernandes será o secretário de Governo (SEMGOV); e o advogado, escritor e cineasta Joaquim Haickel assumirá a SECOM”, oficializou Braide.

Joaquim Haickel

Advogado, escritor e cineasta. Foi Deputado Estadual, Deputado Federal Constituinte. Exerceu os cargos de secretário estadual de Assuntos Políticos, de Educação e de Esportes.

Nádia Quinzeiro

Advogada. É pós-graduada em Ciências Jurídico-Políticas e em Direito do Trabalho e Previdenciário. Mestranda em Ciência Jurídico-Políticas pela Universidade Portucalense. Certificada pela AMBIMA com CPA-10. Concursada pelo Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, no qual exerceu as funções de Chefe de Gestão de Pessoas e de Gerente Executiva. Atualmente é presidente do Instituto de Previdência de São José de Ribamar. Atua na área de consultoria em Regimes Próprios de Previdência.

Enéas Fernandes

Advogado. Com experiência em assessoria jurídica municipal e eleitoral. Trabalhou como assessor no Núcleo Estadual de Programas Especiais (NEPE).

Corrupção e impeachment marcaram os oito anos de Edivaldo

Oito anos depois de ter assumido uma Prefeitura mergulhada no caos administrativo e financeiro, o prefeito Edivaldo Júnior pode limpar as gavetas com um desagradável discurso contraditório e sem cumprir nenhuma grande promessa de campanha.

Conseguiu resolver o problema do lixo, mas encareceu o serviço com a destinação final para o município de Rosário. No primeiro mandato, por exemplo, o hospital Dr. Jackson Logo não passou de promessa furada e o terreno onde seria construído a unidade acabou sendo invadido pelo seu marqueteiro que acabou sendo ‘premiado’ com a conta da comunicação e contratos acima dos R$ 23 milhões.

No segundo mandato, uma das promessas mais conhecidas e não realizadas foram as 25 creches e a Maternidade da Cidade Operária. Além disso, denúncias de propina, corrupção e pedaladas fiscais que motivaram pedidos de Impeachment também marcaram a gestão de Edivaldo.

A imagem de péssimo gestor foi fechada com a Operação Cobiça Fatal que constatou irregularidades em sua gestão com compras superfaturadas com recursos que deveriam ser destinados para enfrentamento do novo coronavírus.

Braide prepara redução de gastos na prefeitura de São Luís

A situação fiscal da Prefeitura de São Luís ainda está sendo levantada pelos integrantes da equipe de transição montada pelo prefeito Eduardo Braide (Podemos), que neste momento troca informações administrativas e contábeis com a equipe do prefeito atual, Edivaldo Júnior (PDT). Ela será apresentada, provavelmente, na próxima semana, quando o novo gestor deverá assumir o cargo.

A única medida já definida dentro do plano de ajuste fiscal dos primeiros três meses de governo é que a prefeitura adotará um “arrojado” plano de redução de custos da máquina pública. Este é um indicativo de que a arrecadação prevista precisa ser compatível com as necessidades, conforme revelou uma importante fonte da equipe de transição ao defender medidas de “ajuste fiscal vigoroso”.

Somente 3% dos brasileiros devem viajar neste final de ano

Apenas 3% dos brasileiros pretendem viajar neste final de ano, segundo pesquisa realizada pela MelhorCambio.com com 13.780 pessoas. O dado reflete a preocupação com a pandemia de covid-19, num momento em que autoridades sanitárias da Europa, especialmente, anunciam aumento de restrições de circulação.

Em outra pesquisa, divulgada em outubro, antes da nova elevação de casos da doença e do aumento das restrições, o índice de pessoas que pretendiam viajar nos meses seguintes era de 68%. Nesta, os planos claramente ficaram para o próximo ano.

28% dos entrevistados afirmam ter planos de viajar no primeiro semestre de 2021, 24,3% acha que deve esperar o segundo semestre e 35,7% não pensam em datas e devem aguardar até que o cenário fique menos incerto, conta Alexandre Monteiro, sócio da startup e responsável pela pesquisa.

“Enquanto a vacina não chega, o período de confinamento imposto pela pandemia pode ser uma boa oportunidade para planejar a ida a novos destinos e economizar no roteiro num futuro próximo”, sugere, dando algumas orientações de como fazer este planejamento.

“Decida o local de destino e comece a pesquisar preços das passagens aéreas, as opções de hotéis e liste quais atrações você pretende visitar. Após planejar o roteiro, é possível ter uma ideia de quanto irá gastar e fazer uma programação para guardar parte do dinheiro necessário todo mês”.

“Fique atento ao noticiário, porque os fatos relacionados à economia têm extrema ligação com a cotação das moedas, como eleições para presidente, intervenção na economia, queda do preço de algum item. Tudo isso é interpretado como bom ou ruim por importadores, investidores, governoe e especuladores com o dólar”.

“Comprar moeda constantemente e antecipadamente faz com que você vá juntando tudo de forma tranquila, organizada e sem desespero. Não compre apenas na véspera, nem deixe para comprar outro dia acreditando que o preço vai melhorar. Procure comprar de pouco em pouco em intervalos regulares”.