Blog do Ruy Alberto - Notícia com impacto social

Desembargador Raimundo Barros é homenageado no TJMA

Agradecimento pelo trabalho desenvolvido pelo desembargador Raimundo Barros na Diretoria de Segurança Institucional do TJMA, durante nove anos.

Uma homenagem ao desembargador Raimundo Barros marcou a Reunião Extraordinária da Comissão Permanente de Segurança Institucional, realizada nessa quinta-feira (28), no Gabinete da Presidência do Tribunal de Justiça do Maranhão, ocasião em que o magistrado foi agraciado com a ‘Medalha José Joaquim Filgueiras. Mérito da Segurança Institucional do Judiciário maranhense.

A medalha foi entregue pelo presidente do TJMA, desembargador Lourival Serejo que — assim como os desembargadores Ribamar Castro e Sônia Amaral, os juízes Marcelo Oka, Anderson Sobral, Cristiano Simas, Angelo Santos, Gladyston Cutrim, e os diretores do TJMA, Coronel Alexandre Magno (Segurança Institucional) e Mário Lobão (Geral) — expressou agradecimento pelo trabalho desenvolvido pelo desembargador Raimundo Barros na Diretoria de Segurança Institucional do TJMA, em que o magistrado atuou como presidente durante nove anos.

Todos os magistrados e diretores do Tribunal de Justiça falaram da admiração pela trajetória do desembargador Raimundo Barros, cuja carreira coaduna-se com os princípios que sustentam o Tribunal de Justiça, comportando-se com ética, transparência, honradez, operosidade e imensurável senso de dever cívico.

O desembargador Raimundo Barros disse se sentir muito grato e honrado com a comenda concedida pelo Tribunal de Justiça e pela oportunidade de presidir a Comissão de Segurança Institucional da Cporte Estadual de Justiça, desenvolvendo um trabalho, sereno, estratégico com uma equipe virtuosa, comprometida e com grande capacidade profissional.

Foto/divulgação: Ribamar Pinheiro

Prefeitura de Rosário promove a maior festa do trabalhador da história do município 

Na manhã desta quinta-feira (28), a Prefeitura Municipal de Rosário, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (SEAGRI) e a Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), com apoio do Governo do Estado do Maranhão, no Espaço de Eventos do Complexo Ferroviário, no Centro da cidade, realizou a maior Festa do Trabalhador promovida no município, reunindo uma multidão que participou de sorteios de ‘kits’ agrícolas, entrega de benefícios, assinatura do PROCAF e outros serviços, apresentações culturais locais, distribuição de cestas verdes, feira do agricultor, feira das mulheres empreendedoras, café da manhã, imunização, serviços psicológicos, atendimento médico, teste rápido, aferição de pressão e glicemia, corte de cabelo, avaliação e atendimento odontológico, além de outros benefícios.

A iniciativa contou com a participação do prefeito, Calvet Filho; do deputado estadual Adelmo Soares; do Secretário de Estado de Agricultura Familiar, Diego Rolim; do secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Valter Costa; da secretária municipal de Saúde, Deborah Calvet; vereadores da base governistas, secretários, assessores, representantes de entidades ligadas a agricultura familiar e a classe trabalhadora, em geral.

O prefeito de Rosário não escondeu a sua satisfação com o sucesso da Festa do Trabalhador que já é considerada a maior da história. “A festa foi feita com muito amor e dedicação. Os sorrisos das pessoas, a gratidão com palavras, do carinho e a receptividade mostram que a gestão municipal está no caminho certo”, enfatizou o prefeito, Calvet Filho.

Já o deputado estadual Adelmo Soares, parabenizou a todos e destacou está correndo atrás de mais benefícios para Rosário. “Eu adoro participar, parabenizo a todos os trabalhadores e fico até emocionado em poder mudar a vida do povo rosariense destinando recursos e buscando melhorias”, ressaltou o deputado Adelmo.

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Diego Rolim, enfatizou que a parceria do Governo do Estado do Maranhão com a Prefeitura de Rosário vai continuar e será fortalecida. “O governador Carlos Brandão assumiu faz pouco tempo, mas já disse que vai manter o compromisso com o município de Rosário e a gestão municipal. Não é â toa que estamos aqui para fortalecer as parcerias e anunciar mais investimentos”, disse Diego Rolim.

Blog do Isaías Rocha

Bequimão-MA: Prefeito João Martins concede reajuste salarial de 20% aos professores

Um Projeto de Lei de autoria do Executivo Municipal, aprovado na Câmara de Vereadores, permitirá a gestão do prefeito João Martins (MDB), conceder reajuste salarial aos professores efetivos do município de Bequimão. A matéria foi votada em regime de urgência/urgentíssima na Câmara de Vereadores de Bequimão, em sessão ordinária realizada nesta sexta-feira (29). Além disso, o projeto instituiu ajuda de custo temporária aos profissionais do magistério, operacionais e administrativos.

Obedecendo ao Regimento Interno da Câmara Municipal, a primeira secretária da Mesa Diretora, vereadora Janny Enfermeira fez a leitura do Projeto de Lei, e logo em seguida, o Secretário de Administração e Finanças, que acumula e responde interinamente pela Secretaria de Educação, Sidney Bouéres, realizou as explanações sobre o projeto.

O Secretário Sidney Bouéres, por designação do Prefeito João Martins, foi quem esteve à frente da negociação junto aos representantes da Diretoria do Sindicato. Todas as tratativas contaram com o suporte técnico das equipes de contabilidade, jurídica e de pessoal da Prefeitura de Bequimão, e o percentual de reajuste salarial aprovado respeitam as recomendações técnicas e os limites prudenciais de utilização dos recursos do FUNDEB.

Em conversa com o G7, o secretário de Administração, Sidney Bouéres, que esteve presente na Câmara, falou da importância da aprovação desse projeto de lei para a educação do município de Bequimão. “A gestão João Martins sempre esteve aberta ao diálogo, mostra sensibilidade nessa concessão. Foram muitas discussões, muitas interpretações equivocadas nos interesses difusos. Mas, com muita responsabilidade se chegou a um consenso e com a devida autorização do poder legislativo, o executivo, representado pelo prefeito João Martins poderá pôr em prática tal reajuste”, descreveu Bouéres.

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Bequimão (SISMUBEQ), Sebastiana de Jesus Soares Viegas, também usou a palavra, destacando aos parlamentares, professores e pessoas presentes na sessão, que houve um entendimento entre a Prefeitura e os profissionais do magistério. Em sua fala, Sebastiana deixou claro, que o projeto de lei foi elaborado pelo Executivo, mas seguindo acordo pré-estabelecido com o Sindicato dos Servidores.

A votação do projeto de lei 002/2022, que estabeleceu o reajuste salarial à categoria dos profissionais do magistério de Bequimão serviu para trazer a tona as verdadeiras intenções e os interesses não revelados de alguns políticos bequimãoenses.

Durante meses, figuras bem conhecidas da política local se utilizaram da pauta de reivindicação dos professores para montar um verdadeiro palanque político antecipado na cidade, na tentativa de criar e manter uma possível crise que prejudicaria a gestão municipal. É assim que esses políticos dizem representar a sociedade de Bequimão.

Nesta sexta-feira (29) pela manhã, após cumprir todos os trâmites exigidos pelo Regimento Interno da Câmara, o projeto foi colocado em votação pelo presidente da Câmara sendo aprovado por 8 votos a favor e 01 contra.

O vereador e professor Chico Ferreira (PSD), em um ato de total desrespeito com a classe que faz inclusive  parte, se absteve da votação, seguindo, segundo fontes, uma expressa determinação do seu líder político. Já o vereador Sassá (PDT), foi além, e de maneira inconsequente, votou contra os servidores da educação, contrariando um acordo aprovado pelos próprios profissionais da categoria.

A atitude dos parlamentares que fingiam defender os servidores, só serviu para deixar claro que, a pauta de reivindicações dos professores não passava de uma oportunidade de ser usada como trampolim político por eles, de olho nas eleições estaduais que se aproximam.

As movimentações políticas desta sexta-feira em Bequimão, também abriram margem para algumas perguntas: A quem interessava uma crise institucional agora na educação da cidade? Porque penalizar alunos e pais de alunos apenas para satisfazer interesses políticos? E, porque aqueles que se disseram paladinos defensores dos professores resolveram virar as costas para a categoria no momento mais importante das negociações? A população deve e irá fazer suas reflexões.

A sessão foi presidida pelo vereador Irmão Vetinho, e registrou as presenças dos vereadores, Jorge Filho (vice-presidente), Janny Enfermeira (1.ª Secretária), Carlinhos de Severaldo (2.º Secretário), Vadico Barbosa, Edilson da Vila do Meio, Professor Ivaldo, Gordo do Quindiua, todos optando por votar a favor da matéria, além dos vereadores Chico Ferreira que se absteve e Sassá que votou contrário a matéria. Apenas o vereador Pedro Acará não participou da sessão e justificou sua ausência por motivos de saúde.

Dirigente do (PT) denuncia que foi vítima de racismo em loja da C&A em São Luís

A dirigente nacional do (PT), Cricielle Muniz, revelou que foi vítima de racismo em uma loja da C&A, localizada na Rua Grande, em São Luís.

O caso foi relatado nas redes sociais da petista na tarde desta sexta-feira (29).

Cricielle afirmou que foi até a unidade da loja de departamento para efetuar umas compras, após o pagamento percebeu que funcionárias do local estavam gritando e ordenando que ela parasse e abrisse a bolsa.

“Fui vítima de racismo na C&A! Hoje no horário do almoço, estive na loja da C&A da Rua Grande para realizar algumas compras, fiz, paguei e ao sair percebi que funcionárias vieram correndo em minha direção gritando e ordenando que eu abrisse a minha bolsa”, iniciou o relato.

A militante logo questionou o motivo da revista, mas não foi informado. Ela disse ainda que só foi liberada após mostra o que havia comprado com a nota fiscal.

“Questionei o motivo da revista e não me informaram, apenas continuaram com o tratamento de forma suspeita, nesse momento percebi que se formava um aglomerado de pessoas observando a situação constrangedora. Abri minha bolsa e mostrei o que havia comprado e só assim fui liberada”, continou com denúncia.

A dirigente do PT falou que está abalada emocionalmente e irá registrar um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Crimes Raciais da capital maranhense.

“Estou muito abalada emocionalmente, estou me dirigindo à Delegacia de Crimes Raciais para registrar boletim de ocorrência.”, garantiu.

Na publicação, a C&A esclareceu que repudia toda e qualquer forma de discriminação e preconceito. A empresa disse ainda que irá reportar o caso responsável pela loja.

“Olá, Cricielle! Nós, da C&A, repudiamos toda e qualquer forma de discriminação e de preconceito entre as pessoas. Pedimos que, nos acione através do DM, pois vamos reportar o caso ao responsável pela loja, para garantir que casos como este não voltem a acontecer”.

Prefeito de Alcântara, padre William, fica inadimplente, aponta TCE

O prefeito de Alcântara, Willian Guimarães da Silva, o padre Willian, está inadimplente com as contas do município. É o que apontou o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), que se refere a gestores municipais e presidentes de Câmaras, que não apresentaram a prestação de contas ou a tomada de contas anual, referente ao exercício financeiro de 2021.

A declaração de inadimplência contra o padre Willian já consta no Diário Oficial Eletrônico do TCE-MA. Além dele, também foi declarada inadimplente a prefeita de Lajeado Novo, Ana Léa Barros Araújo. No âmbito do poder legislativo, o órgão apontou inadimplência de Everaldo Pereira de Souza (Senador La Roque); Henrique da Silva Domingos (Amapá do Maranhão); Rafael Barros Sodré (Luís Domingues) e Tavane de Miranda Firmo (Estreito).

A instauração da tomada de contas dos gestores é uma determinação da Resolução 363. Segundo a norma, as informações referentes à declaração de inadimplência são enviadas à Procuradoria-Geral de Justiça, Procuradoria da República, ao Tribunal de Contas da União e ao Governo do Estado do Maranhão, para tomarem que providências entenderem necessárias.

Ainda segundo a mesma resolução, a exclusão dos gestores da relação de inadimplentes ocorre após comprovação de adimplência, sem qualquer prejuízo das sanções legais e será formalizada mediante ato da presidência do TCE-MA.